Relatórios – Guia Básico

 

O principal objetivo de um relatório é comunicar os resultados e habilitar outras pessoas a reproduzir o trabalho de uma maneira bastante objetiva.
Também deve servir para o próprio benefício do(s) autor(es), auxiliando numa revisão rápida do assunto, pois é uma das formas de armazenar resumidamente as informações sobre o tema abordado.

Na preparação de um relatório devem ser incluídas figuras de todos os esquemas lógicos e as formas de ondas observadas  (se houverem), como resultados de uma simulação ou dos valores reais levantados durante o experimento.
Deve ser conciso mas completo, e se for de uma prática simples que tome apenas uma aula de laboratório, não deve exceder 5 páginas.
Um relatório deve ser sempre tomado como referência para o próximo laboratório.

 

Exemplo de tópicos que devem constar em um relatório

1. Nome da Disciplina, Título da Experiência, data e nome do(s) autor(es).

2. Resultados Experimentais:
   a. Introdução:
      Breve descrição do experimento de laboratório incluindo as metas e discussão da teoria de operação (se aplicável).

   b. Esquemáticos do circuito  (se houverem)

   c. Cálculos, gráficos e formas de ondas simuladas (se houverem)

   d. Resultados experimentais reais alcançados: simples ou tabelas (se houverem)

   e. Discussão dos resultados.

3. Conclusões.

4. Bibliografia

Esta é uma parte importante do relatório. As conclusões devem conter um sumário dos resultados.

5. Local, data, nome(s) do(s) autor(es) e assinatura(s)

Obs.:
1- Limpeza, organização e apresentação são elementos importantes na confecção de um relatório.
2- Um bom relatório é extremamente dependente do roteiro traçado para a execução do experimento, assim como também da clareza e organização com que os dados vão sendo coletados e ou atingidos.